Wellness

4 de junho de 2013 ás 23:40

Dormir mal pode te impedir de emagrecer

 

Quem nunca se questionou sobre o que fazer para perder peso? São tantas as dúvidas que surgem sobre qual a melhor estratégia ou a melhor dieta. Sabemos que milagres não existem e a melhor forma de emagrecer é seguir uma rotina saudável e equilibrada. Já foi comprovado cientificamente que vários fatores influenciam na hora de se perder peso. Um dos mais importantes é dormir bem. E ninguém melhor que o Dr. Filippo Pedrinola para nos explicar e orientar sobre esse tema.

Dormir bem é tão importante para o bem-estar quanto comer de forma equilibrada, praticar exercícios físicos regularmente e administrar o estresse.

Nossas avós já diziam que é importante dormir bem para poder crescer e ter boa disposição. E elas sempre tiveram razão. 

A ciência já demonstrou há um bom tempo que a liberação do hormônio de crescimento (GH) é maior durante o período do sono, contribuindo para não só para o crescimento como também para o bom desenvolvimento dos ossos e músculos. 

Será que dormir poucas horas ou ter uma má qualidade do sono pode dificultar sua perda de peso e até fazer com que você engorde? Pesquisas realizadas nos últimos anos indicam que sim, e identificaram dois hormônios que estão envolvidos diretamente nesse processo: Leptina e Grelina.

A privação crônica do sono parece realmente dificultar a perda de peso ou também a manter o peso ideal

A Leptina, que é produzida principalmente pelo tecido gorduroso, regula o seu apetite enviando sinal ao cérebro, indicando que você já comeu o suficiente e seu estômago está cheio. Quando você dorme pouco, seus níveis de Leptina podem diminuir, favorecendo o aumento da necessidade de comer. 

Já a Grelina, conhecida como hormônio do jejum, é produzida por células especificas do estômago e estimula o seu apetite. A falta de sono costuma elevar a produção de Grelina, consequentemente aumentando a fome. 

Esse hormônio é tão importante que atualmente existe uma técnica de cirurgia bariátrica na qual é retirada parte do estomago, onde estão essas células que produzem grelina. 

É claro que existem muitos outros fatores que podem contribuir com o aumento do peso, incluindo má alimentação, falta de exercícios físicos e certas condições médicas.

Procure fazer a ultima refeição do dia pelo menos duas horas antes de dormir para que o processo digestivo não atrapalhe seu sono; a prática de exercícios físicos regulares leva à liberação de mensageiros químicos conhecidos como endorfinas, que trazem sensação de bem-estar e melhoram o padrão de sono.

A privação crônica do sono parece realmente ter papel importante no sentido de dificultar a perda de peso e também manter o peso ideal. 

Levando em conta que a obesidade é um fator de risco para o desenvolvimento de varias doenças, incluindo a apnéia obstrutiva do sono, é importante que você considere se está dormindo e entenda que o sono é fator determinante para ter boa saúde.

 

Agradecimento ao Dr. Filippo Pedrinola, Endocrinologista

 

Fotos: Reprodução

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*