Lançamento Anna Pegova: Manteiga Corporal Romã + Chá Verde. Compre Agora!

Wellness

19 de agosto de 2015 ás 0:38

Mudar é Difícil

 

Muitas pessoas dizem querer mudar, mas é só da boca para fora. Algumas se satisfazem em pensar e falar que todo o mundo tem defeitos; eu também tenho os meus” como se isso as desobrigassem de batalhar para deixar de tê-los. A verdade é que as mudanças exigem grande determinação e disciplina.

Os que desenvolveram certas fobias, que os impedem de andar em elevadores, aviões, transitar por estradas lotadas sem saídas colaterais, ir a eventos públicos onde há muita gente etc. , certamente desejam se livrar delas. O entendimento das razões que os levaram a desenvolver esses medos não será suficiente para que se livrem deles: terão que enfrentá-los!

Muitas compulsões e vícios são difíceis de serem abandonados, uma vez que produzem importantes ganhos. No caso das compulsões, os benefícios costumam estar associados à redução da ansiedade e não raramente se acompanham de malefícios de monta. Os que desenvolveram o hábito de roer as unhas experimentam alivio da ansiedade ao repetir compulsivamente esse ritual em situações mais nervosas. O mesmo vale para os que aliviam suas tensões com chocolates ou outros alimentos em quantidade necessária.

Se é dificílimo se livrar das compulsões, o que dizer dos vícios, processos em que os benefícios são intensos no curto prazo e os prejuízos só aparecerão mais adiante? Renunciar a um prazer imediato em benefício de um futuro melhor é propriedade típica das criaturas mais amadurecidas. Elas são capazes de obstinar e parar de fumar cigarros, de usar bebidas alcoólicas caso percebam que estão se prejudicando com isso.

Não é nada fácil aprender a dizer “não” mesmo quando esse é o melhor procedimento em todos os sentidos: para proteger os direitos legítimos de quem nega, para impedir o oportunismo de algum interlocutor, para educar os filhos dentro de limites que se considere os mais adequados. É difícil para o generoso deixar de dar tanto e aprender a receber na mesma medida; é mais difícil ainda o egoísta conseguir crescer e se tornar auto-suficiente, condição necessária para que possa abandonar as posturas através das quais precisa receber mais do que dá. É difícil para um homem superar suas dificuldades sexuais, especialmente porque a preocupação com o próprio desempenho acaba por gerar uma ansiedade associada ao encontro erótico, de modo que o que poderia ser extremamente agradável pode se tornar algo tormentoso. E assim por diante.

Tudo é difícil, mas é possível. Tudo depende da força e determinação de quem efetivamente deseja se modificar. Quase sempre convém lançar mão de recursos terapêuticos disponíveis para aqueles que, menos arrogantes, aceitam receber a ajuda de quem conhece melhor os roteiros a serem percorridos no processo de se livrar das dificuldades que não são parte inevitável de nossa maneira de ser.

 

por Flávio Gikovate

 

nada-muda-se-voce-nao-mudar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*