Lançamento Anna Pegova: Manteiga Corporal Romã + Chá Verde. Compre Agora!

Wellness

10 de agosto de 2014 ás 21:28

Fobia Social

 

Mais comum do que se imagina, 13% dos brasileiros sofrem deste transtorno atualmente. Na fobia social a pessoa sente desconforto e grande ansiedade em situações sociais, quando tem que interagir com outras pessoas, realizar algumas tarefas em público ou participar de eventos sociais. A pessoa sofre por temer a avaliação dos outros e consequentemente tem um enorme medo de cometer um erro que a deixe em uma situação constrangedora. Muitas vezes, ela deixa de ir a compromissos importantes como uma entrevista de emprego ou até mesmo abandona a faculdade por não conseguir apresentar um trabalho para a classe.

Normalmente a pessoa sabe que seu medo é exagerado e sem fundamento, mas não consegue enfrentar as situações temidas. Podem até ser vistos como tímidos, ou antipáticos, por não conseguirem interagir com as outras pessoas como se espera socialmente. Muitas vezes são realmente expostos a criticas por sua conduta inadequada o que o leva a se isolar ainda mais do convívio social.

Além dos prejuízos pessoais, hoje o mercado de trabalho exige que o profissional saiba manejar de forma adequada as situações cotidianas, bem como interagir com as outras pessoas assertivamente. Muitos profissionais competentes, perdem boas oportunidades por não conseguir simplesmente se relacionar com as pessoas. As situações que causam sofrimento variam desde as cotidianas, como pedir ajuda a um colega de trabalho, até ter que falar sobre um problema importante com seu superior.

Muitas pessoas sofrem, mas não procuram ajuda por não saberem que este tipo de problema tem tratamento e normalmente com bons resultados. A terapia cognitiva é atualmente a mais eficaz para o tratamento este transtorno. São utilizadas diversas técnicas de exposição às situações temidas, assim como para a modificação dos pensamentos negativos envolvidos. Também é feito o treino de habilidades sociais, que envolve aprender a agir adequadamente em uma serie de situações sociais, desde como saber iniciar uma conversação, expressar opiniões, recusar pedidos e outras.

 

Christianne Maia é Terapeuta Cognitiva e Neuropsicóloga especializada pelo HC- FMUSP

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*