Lançamento Anna Pegova: Manteiga Corporal Romã + Chá Verde. Compre Agora!

Wellness

21 de julho de 2014 ás 21:17

Ser Feliz

Todos nós almejamos conquistar a sonhada felicidade. Mas o que é necessário de fato para ser feliz? A Dra. Christianne Maia traz um texto que aborda alguns aspectos interessantes sobre essa questão.

Felicidade

Tal Ben-Shahar professor da Harvard University e psicólogo positivista têm hoje um dos cursos mais concorridos na universidade sobre ser feliz. Em seu livro, Aprenda a Ser Feliz, o autor coloca algumas idéias bem interessantes:

Tempo: A forma de lidar com o tempo tem influência direta na nossa felicidade. Segundo o autor, para atingirmos a felicidade duradoura devemos, por um lado, apreciar o momento presente, ao mesmo tempo em que perseguimos um objetivo futuro. Assim, por um lado, devemos ter prazer no que fazemos. Por outro, devemos fazer coisas com significado. Uma boa forma de analisar a nossa relação entre prazer e significado é “dissecar” as atividades diárias em tempo, significado e prazer.

Metas: Segundo um estudo de David Watson, é o processo de nos empenharmos nas metas – e não alcançá-las por si só – que é crucial para a felicidade. As metas são meios, não apenas fins. O seu papel apropriado é libertar-nos para que possamos apreciar o aqui e agora.

Dinheiro: Além do mínimo essencial necessário para comida e abrigo – não passa de um meio para atingir um fim. No entanto, confundimos muitas vezes meios com fins, que sacrificamos a nossa felicidade (fim) em prol do dinheiro (meio).

Trabalho: Nos EUA apenas 50% das pessoas declaram estar satisfeitas com o seu emprego. São três formas de encarar o trabalho: como um emprego, como uma carreira ou como uma vocação. De que forma encara o seu? É necessário esforço consciente e concertado para descobrirmos a nossa vocação, porque somos normalmente encorajados a seguir o que fazemos bem e não aquilo que queremos fazer. Você deve fazer as seguintes perguntas para encontrar o seu trabalho: o que me traz significado? O que me dá prazer? Quais as minhas qualidades?

Relações: Muitos acreditam que a chave para uma relação de sucesso é encontrar o parceiro certo. No entanto a componente mais importante de uma relação feliz não é encontrar a pessoa certa, mas antes aperfeiçoar a relação escolhida.

Generosidade: Quanto mais ajudamos os outros, mais felizes somos e quanto mais felizes somos maior propensão temos para ajudar os outros.

Portanto, temos uma vida feliz quando retiramos prazer e significado da companhia dos outros, ou da aprendizagem de algo novo, ou do empenho que dedicamos a um projeto no trabalho. Quanto mais preenchermos os nossos dias com estas experiências, mas felizes seremos!

Por: Christianne Maia, Psicóloga

 

ser-feliz

2 Comentários

  1. Silvia Santos says:

    Dizem que quem mais necessita é o que mais tem! Essa desenfreada luta pela desconhecida felicidade…buscamos sempre o que nao temos, antes de buscar o prazer te disfrutar o que ja conquistamos.

  2. Pingback: Ser Feliz - gCampaner Agência WebgCampaner Agência Web

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*